Estreia nacional - curtas metragens portuguesas

Em destaque

9 JUL | Esplanada IPDJ | 22H00
Estreia Nacional

Curtas-metragens de Três Realizadoras Portuguesas

com a presença do Dr. Nuno Artur Silva, Secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media e do Dr. José Machado, Adjunto.

trailer, sinopses e fichas técnicas: aqui

Dia de Festa, Sofia Bost, Portugal, 2019, 17’, M/12
Ruby, Mariana Gaivão, Portugal, 2019, 25’, M/12
Cães Que Ladram aos Pássaros, Leonor Teles, Portugal, 2019, 21’, M/12

Depois de terem sido apresentadas em festivais como Veneza, Roterdão e Cannes, as mais recentes curtas-metragens das realizadoras Sofia Bost, Mariana Gaivão e Leonor Teles chegam às salas de cinema portuguesas no dia 9 de julho.
Dia de Festa, Ruby e Cães que Ladram aos Pássaros revelam três visões no feminino sobre o futuro e a juventude e representam o que melhor se faz no cinema português contemporâneo. Esta é uma oportunidade para que público português possa conhecer três filmes que já viajaram pelo mundo e que agora estreiam juntos em Portugal.
O primeiro filme a ser apresentado nesta sessão é Dia de Festa, que marca a estreia de Sofia Bost na realização. Esta curta-metragem é sobre a complexidade das relações entre mães e filhas e fez parte da competição oficial da Semana da Crítica do Festival de Cinema de Cannes 2019. Até à data, Dia de Festa já foi apresentado em mais de 18 festivais internacionais, tendo recebido os prémios de Melhor Atriz Secundária para Teresa Madruga no Caminhos do Cinema Português e o Prix du Jury Professionnel no Rencontres de Films Femmes Méditerranée.
O filme de Mariana Gaivão, Ruby, arrecadou o Prémio para o Melhor Realizador Português no Curtas Vila do Conde Festival Internacional de Cinema 2019 e os prémios de Melhor Curta-Metragem e Melhor Cartaz no Caminhos do Cinema Português 2019. Além disso, tem sido exibido em vários festivais de renome como o Festival Internacional de Cinema de Roterdão ou o Festival du Nouveau Cinéma de Montréal, Canadá. O filme retrata uma juventude em autodescoberta e acompanha a jovem Ruby nos dias antes de a sua melhor amiga, Millie, regressar a Inglaterra.
Cães Que Ladram aos Pássaros, o mais recente filme da realizadora Leonor Teles fecha esta sessão de curtas. Depois de um périplo por inúmeros festivais internacionais, esta é a primeira oportunidade para o público português ver esta curta que acompanha os dias de verão de Vicente e da sua família, obrigados a sair da sua casa no centro do Porto, por força da especulação imobiliária.
O filme estreou na passada edição do Festival Internacional de Cinema de Veneza. foi Nomeado para Melhor Curta Metragem Europeia nos 32º European Film Awards e recebeu o Tercero Premio del Jurado Internacional do Mecal Pro – Festival Internacional Cortometrajes y Animación.
Para Filipa Reis, produtora da Uma Pedra no Sapato juntamente com João Miller Guerra, "esta estreia é um acto de resistência e uma celebração do cinema português no feminino. Passados quatro meses, é importante voltar a ter prazer, regressar ao colectivo e afastar o medo. Desfrutar a juventude."
A distribuição desta sessão de curtas-metragens é da responsabilidade da produtora Uma Pedra no Sapato, de Filipa Reis e João Miller Guerra, que também produziu Dia de Festa e Cães Que Ladram aos Pássaros. O filme Ruby é uma produção da Primeira Idade.
UMA PEDRA NO SAPATO